Céu limpo com poucas nuvens

Segunda | 22 Julho

31C

33

25

Descubra o País < voltar

Catedral Nossa Senhora da Conceição

De inspiração gótica

18/02/2009 | Fonte: Por Teresa Cotrim

Fotos

Foto: Teresa Cotrim | Fachada e perspectiva da Catedral Nossa Senhora da Conceição

Fotos

  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição
  • Catedral Nossa Senhora da Conceição

Catedral Nossa Senhora da Conceição1 de 30

É a padroeira de "Lourenço Marques". Situa-se na Praça da Independência, junto ao Hotel Rovuma e ao Conselho Municipal.

De acordo com Alfredo Pereira de Lima, no seu livro Lourenço Marques gastaram-se 9.300 contos na sua construção e foi inaugurada em 1944 pelo Patriarca de Lisboa, tendo a primeira pedra sido lançada a 29 de Agosto de 1936.

O projecto é da autoria do Engº Freitas e Costa que dirigiu a sua construção.

De inspiração gótica nos seus ornatos destacam-se a cruz das caravelas portuguesas de quinhentos.

“Os portões, mármores, lambrins nasceram em terras portuguesas e foram trabalhadas por artistas lusos, caso de Francisco Franco, António Lino, Simões de Almeida, Leopoldo de Almeida e António Maria Ribeiro.”

De acordo com o mesmo autor todas as imagens e os painéis têm uma ligação com Portugal, devendo-se este pormenor ao primeiro catedral português de África, Senhor D. Teodósio de Gouveia que ali se encontra sepultado atrás do altor-mor.

©www.sapo.mz

 

Contactos

Morada
Praça da Independência - Cidade de Maputo

Contactos

Comentários