Céu limpo com poucas nuvens

Domingo | 16 Junho

31C

33

25

Descubra o País < voltar

Centro Cultural Franco-Moçambicano - CCFM

No coração do bairro histórico de Maputo

23/09/2009 | Fonte: Por Centro Cultural Franco-Moçambicano/ Teresa Cotrim

Foto: Teresa Cotrim | Pormenor do rendilhado, esplanada e quarto do "Hotel Clube"

No dia 13 de Julho de 1995 foi inaugurado o Centro Cultural Franco-Moçambicano, pelo Primeiro-ministro de Moçambique, Pascal Mocumbi, e o embaixador da França em Moçambique, Didier Destremeau.

Após 2 anos de trabalhos de reabilitação e construção, é um espaço imenso (mais de 6. 000 m2) consagrado essencialmente à cultura e a vida intelectual que abriu-se para os moçambicanos da capital.

Situado no coração do bairro histórico de Maputo, o CCFM foi edificado sobre as ruínas de um antigo hotel colonial construído em 1896. Com seus largos terraços e suas colunas em ferro, o antigo Hotel Clube é reconhecido como um dos edifícios mais belos da cidade.

O Centro Cultural Franco-Moçambicano é um dos cinco centros culturais franceses a terem um estatuto bi-nacional. O conselho de administração é presidido alternativamente pelo Ministro da Educação e Cultura de Moçambique e pelo Embaixador da França.

Sendo um órgão dependente destas duas instituições, o CCFM tem como dupla vocação, de servir de ligação com o mundo francófono, especialmente a África francófona, estimulando os intercâmbios regionais, e de operar como um instrumento de desenvolvimento cultural para o país, graças ao apoio que traz aos artistas moçambicanos emergentes, permitindo-lhes uma abertura a novas influências estéticas e técnicas artísticas, assim como pelas redes profissionais em que lhes insere.

Saiba mais

O hotel Clube transformou-se no magnífico Centro Cultural Franco-Moçambicano.

Segundo o historiador moçambicano António Sopa o rápido desenvolvimento de Lourenço Marques no último quartel do Séc. XIX, centrado sobretudo na linha ferroviária para o interior trouxe vários trabalhadores que procuravam chegar às minas de ouro e de diamantes da África do Sul, obrigou a que a cidade se dotasse de infra-estruturas para os receber e divertir.

Em 1887 Manuel Fernandes Piedade teve a ideia de fazer um clube com casino mas de acordo com Alfredo Pereira Lima no seu livro Edifícios Históricos de Maputo o empresário e advogado Almeida Saldanha é que teve a iniciativa de levar o projecto para a frente.

De acordo com a mesma fonte a primeira pedra seria lançada a 30 de Junho de 1898. António Sopa diz que apesar de o Estado não ter apoiado esta iniciativa ainda ali se realizaram alguns bailes e concertos. Mas "a sua transformação em hotel deve ter ocorrido nas duas décadas passadas com a construção de um anexo com 50 quartos", afirma.

A 25 de Fevereiro de 1993 o edifício é recuperado transformando-se no actual centro cultural Franco-Moçambicano, sendo um dos mais activos a divulgar a cultura do país.

E um belo recanto para passar o fim de tarde na sua esplanada.

Por Teresa Cotrim

Contactos

Morada
Av. Samora Machel, 468 - Cidade Maputo

Contactos

Tlf: (+258) 21 314 590; 21 314 599
Fax: (+258) 21 314 600
Email: info@ccfmoz.com
Site: http://ccfmoz.com/?lang=pt

Comentários