Limpo

Segunda | 20 Novembro

24C

32

21

Descubra o País < voltar

Elas preferem a natureza

27/08/2013 | Fonte: Por Benilde Matsinhe

Moçambique é conhecido pelos seus encantos turísticos. No mar ou nas praias, na cidade ou no campo, há sempre coisas para desfrutar.

Ser estudante não é só estar à volta dos livros, e Edna e Mandisa não trocam os passeios pelo país por nada quando o assunto é lazer.

Edna Carlos tem 18 anos e é estudante de gestão financeira. Adora fazer cálculos e planear actividades e quando se tratar de entretenimento. Ela prefere algo à moda moçambicana como churrascos, convívios caseiros e jogar conversa fora no muro do prédio ou na marginal de Maputo na companhia de uma “boa espetadinha de marisco”.

Para além de estudar, a jovem dedica-se à realização de eventos culturais e agenciamento de grupos musicais. Mas, quando o assunto é relaxar, não abre mão das paisagens naturais já que o contacto com a natureza é para ela algo sagrado.

A serra da Gorongosa é o seu espaço predilecto. A tranquilidade e o verde daquele espaço recarregam as suas energias e dão-lhe forças para lutar pelo sonho infância que é fazer o mestrado na Itália.

O gosto pelas praias “Fernão Veloso” e “Wimbi” despertam nela a paixão por Veneza, para ela, os barquinhos à volta da praia, o aspecto paradisíaco e o clima caloroso de Pemba e Nacala tem alguma semelhança com imagens que encontra quando busca pela cidade dos seus sonhos.

É impossível falar de curtir o litoral de Moçambique sem citar Mandisa Paka. Ela é uma jovem artista apaixonada pelo mar e que busca as suas inspirações na beleza natural do seus país.

Apaixonada pela liberdade. Mandisa opta sempre por espaços abertos com jardins e parques para fazer as suas leituras e pesquisas para poder finalizar o curso de fashion design e atingir o reconhecimento devido na arena da moda internacional da moda.

Para além do artesanato, a jovem estudante dedica-se à doçaria, uma área que decidiu abraçar não só porque adora confeccionar doces mas acima de tudo para poder dar um pouco de alegria às pessoas a sua volta.

Deve ser por causa das longas horas trancada no atelier a conceber e criar as suas obras, que ela não abre mão de praias quando se trata de relaxar. Chidenguele é o seu aconchego. É o lugar onde ela recarrega as suas energias e onde se identifica.

Este destino para além de ter uma apaixonante praia, é onde foi gerada grande parte da sua família, o que permite-a estar em contacto com as suas raízes maternas.

Tal como Edna Carlos, Mandisa Paka prefere  se divertir em “sociais”, onde pode fazer novas amizades, ao som de música ao vivo ou ouvir declamação de poemas do eterno José Craveirinha.


Comentários