Céu limpo com poucas nuvens

Segunda | 22 Julho

31C

33

25

Descubra o País < voltar

Igreja São João Baptista

Santo padroeiro da ilha do Ibo

27/04/2009 | Fonte: Por Teresa Cotrim

Fotos

Foto: Teresa Cotrim | Pormenor da fachada da Igreja São João Baptista

Fotos

  • Igreja São João Baptista
  • Igreja São João Baptista

Igreja São João Baptista1 de 2

Está em recuperação e à sua porta pode ler-se o documento que fala da sua história.

A seguir resumimos o seu conteúdo. O início da sua construção situa-se entre 1760 e 1674. As grandes obras de reconstrução deveram-se à sua destruição, que pode ter sido por catástrofe natural, caso do sismo de 1879 ou devido ao ataque dos sakalaves (povo oriundo de Madagascar), em 1816.

Independentemente da origem da sua deterioração esta foi reconstruída e aumentada, passando a designar-se como Igreja de São João Baptista, pois o seu primeiro nome era capela. Este é o Santo padroeiro da ilha do Ibo. Foi usada como capela militar até a construção de uma igreja dentro da Fortaleza de São João Baptista, entre 1791-1795.

A sua estrutura é composta de um corpo principal e de um cercado à direita da fachada principal. No corpo principal tem uma central mais alta, enquanto o exterior da fachada esquerda é mais baixo.

Possui ainda uma sacristia/arrecadação de relíquias e um compartimento que acede à nave central e ao púlpito superior que dá para o salão dos fiéis. No fundo da nave pode ver-se o altar. A meio da parede lateral direita sobressai um púlpito de madeira lavrado ao estilo indo-português.

A cobertura do telhado é em telha marselhosa mas consta que no início era de macuti. Possui ainda uma torre sineira com quatro aberturas e era munida de três sinos de bronze. O cercado adjacente é um cemitério que foi construído em 1846, tendo estado activo durante 40 anos.

Os principais materiais utilizados na sua construção são pedra coralina e cal. A Índia foi ainda o país que deu alguma inspiração para os elementos decorativos desta igreja. Consta ainda que foram feitos enterros no seu interior que correspondiam ao status social de cada defunto. Prática que acabou por ser proíbida por carta régia.

©www.sapo.mz

Contactos

Morada
Ilha do Ibo - Arquipélago das Quirimbas - Cabo Delgado

Contactos

Comentários