Limpo

Segunda | 20 Novembro

24C

32

21

Viva Moçambique < voltar

Prepare a sua estadia e viva o país

31/08/2012

Foto: Teresa Cotrim | Fachada da Estação dos Caminhos de Ferro de Moçambique

Se está a pensar conhecer o nosso país, tome nota de algumas informações que o vão ajudar durante a sua estadia.

A língua oficial é o Português.

Mas existem outras línguas nacionais: cicopi, cinyanja, cinyungwe, cisenga, cishona, ciyao, echuwabo, ekoti, elomwe, gitonga, maconde (ou shimakonde), kimwani, macua (ou emakhuwa), memane, suaíli (ou kiswahili), suazi (ou swazi), xichanga, xironga, xitswa e zulu.


Valores

Moeda/Câmbio

O Dólar americano, o Euro e o Rand também são aceites em muitos locais.

O câmbio actualizado é facilmente obtido nos bancos e casas de câmbio.

Os cartões de crédito e traveller cheques também podem ser actualizados.


Alfândega

À chegada a Moçambique o visitante deverá declarar os artigos sujeitos a taxas aduaneiras.

Estão isentos destas taxas e demais imposições aduaneiras, objectos de uso pessoal tais como vestuário, livros, máquinas fotográficas e de filmar, bens contidos na bagagem dos visitantes até aos seguintes limites:

Tabaco: 400 cigarros ou 100 cigarrilhas, 50 charutos ou 250 grs de tabaco para fumar;

Bebidas alcoólicas: 1L de espirituosas e 2,25L de vinho;

Perfumes: 50 ml de perfume;

Especialidades farmacêuticas: quantidades razoáveis para o consumo próprio;

Outros artigos cujo valor não exceda os USD 50. São proibidos os narcóticos e material pornográfico. O transporte de armas necessita de uma licença especial. Para qualquer pagamento feito à Alfandega, deve ser solicitado o correspondente recibo.

Transportes

Aeroportos e Portos

Moçambique tem uma rede de aeroportos que permite a deslocação rápida e segura para qualquer parte do País.

Os aeroportos internacionais de Maputo, Beira e Nampula, estão abertos ao tráfego internacional e os de Pemba e Vilanculos ao tráfego regional.

Porto de Maputo, Beira, Nacala e Pemba



Fronteiras terrestres

Recomenda-se aos viajantes a chegada à fronteira com alguma antecedência em relação à hora de encerramento. Existem fronteiras terrestres em:

Ressano Garcia (06:00h-22:00h)

Namaacha (6:00h-20:00h)

Goba (06:00h-20:00h)

Ponta D’Ouro (06:30h-17:30h)

Machipanda (06:00h-18:00h)

Cuchamano (06:00h-18:00h)

Zóbwè (06:00h-18:00h)

Milange (06:00h-18:00h)

Mandimba(06:00h-18:00h)

Serviços e Vistos

Electricidade

A corrente é de 220/240 V 50 Hz.

Água

A água corrente embora seja de razoável qualidade, é aconselhável beber água engarrafada.

Água engarrafada de boa qualidade está disponível em todos os centros urbanos e turísticos.

Correios

O serviço de correios está implantado nos principais centros urbanos. A DHL e o EMS também estão disponíveis.

Telefone

É possível fazer ligações directas para todo o mundo, marcando o indicativo internacional ou recorrendo à operadora. Para ligações a partir do estrangeiro marca-se 258 8indicativo internacional do País) seguido do número do posto telefónico.

Também existem duas operadoras da rede móvel, 82 e 84.

Vistos

Para entrar no País é necessário um visto emitido por um Consulado ou Embaixada de Moçambique, sendo necessário para a sua obtenção a apresentação do passaporte, duas fotografias e o preenchimento de um formulário.

Os vistos também podem ser obtidos junto das fronteiras para estadia até 30 dias. África do Sul, Swazilândia, MalawI, Tanzania e Zimbabwe na base de acordos estão isentos de vistos.

Saúde

Para entrar no País é necessário apresentar o certificado de vacinação contra a febre-amarela.


Durante a estadia devem-se tomar medidas para evitar picadas de mosquitos e cuidados no consumo de alimentos e de água, por forma minimizar os riscos de transtornos intestinais frequentes em zonas tropicais.

Em caso de necessidade de cuidados de saúde imediatos, devem recorrer aos hospitais, centros de saúde e clínicas.

Comentários