Muito nublado

Sábado | 23 Setembro

22C

24

17

Viva Moçambique < voltar

Jardim Tunduru, o pulmão que voltou a respirar

Um ano depois, o Jardim Tunduru abre as portas à cidade.

01/02/2016 | Fonte: SAPO Viajar

Fotos

  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru
  • Jardim Tunduru

Jardim Tunduru1 de 14

Depois de mais de um ano com as portas fechadas, o Jardim Tunduru voltou a ‘bombear’ ar puro para a cidade de Maputo, e agora, o grande desafio é manter a sua preservação.


No dia 28 de Outubro de 2013 foi lançada a primeira pedra de reabilitação do Jardim Tunduru e quase dois anos depois, David Simango abriu oficialmente os portões daquele que é o maior jardim de Moçambique. Agora, um mês depois do edil da cidade de Maputo ter inaugurado o espaço, o grande desafio que se coloca a todos os que até ali vão, é a preservação.


O Jardim Tunduru teve como primeiro nome “Jardim Vasco da Gama” mas com a independência de Moçambique em 1975 foi rebaptizado desta forma.


Desde o século XIX que este espaço é considerado um dos ex-libris de Moçambique por confluir no mesmo espaço uma verdadeira riqueza de flora. A reabilitação do espaço aconteceu porque aquilo que era um jardim botânico passou a ser pouco seguro, sujo e vandalizado. Em 2013, a união entre o Município de Maputo, a Vale, a empresa Caminhos de Ferro de Moçambique e o Instituto Nacional do Turismo de Moçambique fizeram com que o projecto de reabilitação fosse possível.


Durante o tempo de reabilitação foram construídos novos edifícios no interior do jardim (para posterior fonte de receita), muros de vedação, arruamentos, lagos e sistema de saneamento, além da montagem dos sistemas de rega e da iluminação pública.


Agora que foi reaberto ao público, já se começam a fazer ouvir algumas vozes quanto à preservação do espaço. Na rede social Facebook, houve inclusive quem tivesse apelado à preservação do jardim, mas sem o limpar, já que basta não o sujar.


Durante o mês de Janeiro, uma altura tipicamente mais calma em Maputo, foram várias as pessoas que escolheram o Jardim Tunduru para passar algum tempo de lazer.

Comentários